um amigo pra toda hora

Seguinte, nunca fui um cara que passou pelas mesmas coisas que outras crianças.

Sempre tive uma infância normal, com brincadeiras masculinas normais, e nunca rolou comigo

essa onda de me misturar com outros meninos pra fazer sacanagem, “entre meninos”. Cresci, namorei

com várias meninas, uma cheguei a namorar 7 anos, foi a que demorou mais, fazíamos sexo

normalmente, mas, como nada é pra sempre, acabou. Continuei pegando outras por aí e talz, cheguei a namorar mais

uma que durou uns 4 anos. O sexo era bom e tudo mais. Porém, terminou. Comecei a achar que

o problema era eu, então resolvi não ter mais relacionamentos nenhum.Me chamo Júnior, tenho hoje 27 anos, sou solteiro

estou sem trabalhar a um tempo (hehe), sou alto, magro, moreno, cabelos pretos, olhos castanhos claros e me considero um cara bonito

e não sei do que realmente eu gosto. Mas vou relatar uma coisa que aconteceu comigo há uma semana atrás…

Eu estava com um grande amigo (Rafael) meu numa festa (19 anos, alto, branco, sarado, coxas grossas, bundinha massa e muito bonito), bebendo, pegando mulher, pintando o 7 mesmo.

Saímos da festa por volta de 1 hora da madrugada, estavamos muito ruins de bêbados, ele resolveu dormir na minha casa

pq pra ele ficou longe e já não tinha mais ônibus pra ele voltar pra casa. Tudo bem, chegando em casa, fomos dormir.

A minha cama é de casal então não haveria problema, e eu moro só. Nos deitamos e logo ele adormeceu, pq o celular dele começou

a tocar mas ele não acordou, eu então desliguei o celular dele e voltei a dormir… dormir?

Começei a ter uma sensação diferente de tudo que tinha sentido até esse dia, queria comer esse cara. Mas ele era meu amigo.

Putz.. com muito tezão, resolvi atacar, aproveitar o sono dele. Ele tava deitado de lado, começei a alisar sua bunda que era uma delícia,

nossa… ele só de cueca na minha cama, e eu alisando aquele pedaço de carne delicioso, não sei o que me deu nessa noite, mas

tava adorando, meu pau duraço, botei pra fora e começei a bater uma alisando aquela bunda, depois começei a tirar a cueca, nossa

fui a loucura quando vi aquilo. Quase meto minha vara na hora. Fui baixando ainda mais a cueca, abri a bunda dele pra ver bem o cuzinho.

Olhei por cima pra vê se ele tava acordado, e quando olhei pra baixo ele tava de pau duro, estranhei ele dormindo e de pau duro mas continuei

começei a alisar o cusinho com um dedo, salivei o dedo e começei a socar, quando enfiei um dedo ele gemeu baixinho e eu ouvi.

Chemei-o pelo nome mas ele não acordou, resolvi tocar no pau dele, foi quando ele gemeu mais alto, e se entregou. Disse que tava adorando,

que já tinha vindo dormir em casa pq sabia que algo ia rolar, senão de atitude minha, atidude dele… daí mandei logo me chupar, o que fez com

muita sedução, nunca tinha sido chupado daquela maneira, o cara era bom na chupada, ia por baixo chupando minha virilha, depois lambendo o saco,

pondo cada ovo numa boca, e depois ia subindo com a língua, só a pontinha, quando chega na cabeçinha, ficava rodando a língua na pontinha da cabeçinha,

até descer com a boca, engolindo tudo, depois subia lentamente, sugando, e usando a língua pra dar mais prazer, parecia que fazia isso por profissão.

Uma delicia, me chupou por +/- 30 minutos, até que ele pediu que eu o comesse, foi o sinal. Virei-o de costas na cama, botei de frango assado, começei a lamber aquele

cusinho branquinho e rapadinho, ele não tinha muitos pêlos, fui lambendo, enfiando um dedinho, dois… lambuzei todo, depois fiquei com meu pau só roçando na entradinha,

pincelando, faziendo de conta que ia enfiar e não metia, isso deixava ele revirando na cama e gemendo muito, forçava a entrada e não metia e voltava a pincelar, meu pau tava

muito lambuzado e misturando a baba que saia dele ficava mais gostoso pincelar aquele cu, resolvi enfiar naquele cu virgem, apertadinho, foi quando ele pediu pra ir devagar, que nunca tinha dado.

Mandei relaxar que eu seria bonzinho, não o machucaria. Fui enfiando devagar, mas tava dificil, muito apertado, mandei ele relaxar o cu, e forçei mais um pouco, até que a cabeça entrou.

Deixei só a cabeça dentro por 5minutos, e ele já gemendo, louco, pedindo o resto, e eu fazendo movimentos rotativos com o cacete na porta do cú dele, depois tirei, e enfiei denovo, dessa vez fui entrando devagar,

metendo tudo até o talo, deixei dentro 1minuto ou mais um pouco, ele começou a rebolar no meu pau, aquilo me deu um tezão danado, começei a puxar o pau,

tirei todo e enfiei todo de uma vez só, e começei a fazer movimentos de vai e vem mais rápidos, ele gemia feito louco, gritava, pedia mais, coloquei ele de 4, e começei a fazer movimentos mais fortes

cheguei a bater uma pra ele nessa hora, mas logo parei, não é algo que eu goste, prefiria continuar comendo aquele cuzinho delicioso e só meu.

Depois de tanto meter, ele gemer, anunciei que ia gozar ele começou a fazer pressão no meu pau, não aguentei e gozei dentro dele, sentindo aquilo ele gemeu mais e mais e acabou gozando sem nem tocar no pau,

gozei muito, me joguei por cima dele, e caimos os dois deitados no chão, ainda atolado nele, depois de um tempo meu pau amolecu e saiu. Fomos

tomar um banho onde ele me chupou denovo gozei na cara dele e voltamos pra dormir, dormimos abraçados ele na minha frente e eu pelado com meu pau roçando sua bunda… foi uma noite mágica!

E foi isso! Foi uma sensação diferente, comer outro cara, e que também era macho até onde eu sabia. Mas continuo com meus desejos em mulher, mas se alguém quiser um macho pra um sexo, tô aí.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s