O encanador

Ola pessoal, depois de ler alguns contos aqui, resolvi escrever pela primeira vez e revelar a todos uma coisa louca que aconteceu comigo. Nunca tinha feito isso, serio mesmo, sempre tive uma vida sexual hetero e gosto muito de ser assim, adoro mulheres, seu cheiro, sabor, delicadeza, enfim hetero convicto, mas uma coisa vinha me acontecendo ultimamente, todas vez que vinha algum filme porno, ficava reparando na piroca dos atores e pensando o porque disso. Um dia tive um problema de encanamento aqui em casa e como não sei lidar com esse problema resolvi chamar uma pessoa que pudesse reparar o cano furado em questão. Minha mulher saiu pra trabalhar e eu disse que iria pesquisar pela internet alguem pra fazer o serviço, já que estava de ferias e com tempo pra isso. Ao pesquisar encontrei o Luiz, um cara que trabalha com esse tipo de serviço e que ao telefonar pra ele, o mesmo disse que poderia vir reparar o cano no mesmo dia e que chegando aqui ele veria o que precisava pra comprar. Quando foi la pelas 14 hs o Luiz chegou e ao recebelo no portão vi que era um rapaz novo deveria ter uns 25 anos + ou -, moreno, uns 1.80 cm e bem bonito de rosto, aquilo não sei porque me atiçou a libido e fez com que eu pensasse bobagens com ele. rsrsrsrs. Mostrei o cano furado e ele me disse que aquilo era rapido e que não precisava comprar nada, já que ele tinha as coisas pra o remendo do cano, e me perguntou onde poderia trocar de roupa, pois não queria se molhar ao retirar o cano furado. Mostrei um comodo que atualmente a porta esta tambem com defeito não fechando direito e então ele começou a tirar a roupa fincando só de cueca e então colocando um short, eu fiquei ao longe olhando e reparando no volume da cueca e pensando bem que ele poderia tira-la tambem e colocar só o short. Ele então começou o conserto e realmente foi uma coisa rapida molhando se um pouco, quando acabou me perguntou se poderia tomar um banho, ja que iria ter que sair arrumado dali pois tinha um problema pra resolver no colegio que estudava e não poderia ir sujo, disse-lhe que poderia tomar banho no banheiro de empregada, mostrei a ele onde era e fiquei na espreita de ve-lo tomar banho, pois a fechadura e daquelas antigas que dá pra ver pelo buraco da chave, fiquei ali olhando ele se despir, tirar o short e depois a cueca e vi uma piroca linda, meia grossa e mole deveria ter uns 15 cm. fiquei maluco com aquela visão e pensei comigo ¨ que porra é essa cara voce que gosta tanto de mulher ficar manjando rola ¨ e fiquei ali me deliciando com aquela visão e disse a mim mesmo ¨será hoje ou nunca mais, foda-se o que der isso ¨, Quando ele saiu já pronto pra ir embora, perguntei a ele quanto foi o serviço, ele então me disse C$ 80,00. Fui então pegar o dinheiro e criar coragem pra fazer uma proposta ao Luiz. Quando voltei disse-lhe que gostaria de fazer uma pergunta pra ele e que ele não se ofendesse caso não aceita-se o que eu iria lhe pedir, ele disse tudo bem meio preocupado, e então na lata eu disse – ¨Te dou mais 50,00 alem do seu serviço se voce deixar eu chupar seu pau ¨. O cara ficou meio sem graça e achou que era brincadeira minha, riu e disse -¨Doutor eu não curto essas coisas, não vai dar ¨. Respondi a ele que era uma tara minha e que ele pedisse quanto queria pra deixar eu dar uma chupadinha e ele gosar na minha boca, ele ficou calado um tempinho, pensou e disse ¨Doutor olha só, eu não curto isso mas realmente estou precisando de dinheiro, se isso morrer aqui e pela quantia de mais 100,00 alem do serviço eu deixo o sr. chupar ¨. Aceitei o valor e então falei pra ele tirar a calça e deixar a piroca de fora que eu iria então mama-la. Ele fez o que disse, me ajoelhei em frente a ele e começei a esfregar aquele piru ainda mole na minha cara e sentindo o cheiro de sabonete comecei a colocar na boca e chupar a cabeça que começou a dar sinal de vida e foi ficando duro e crescendo na minha boca, coisa que nunca tinha feito, estava adorando o sabor e o volume daquilo, olhei pra cima e vi que ele estava de olhos fechados, talvez mentalizando uma mulher qualquer da vida dele, e então fui mamando, mamando, passando a lingua em toda sua extensão, da cabeça ao saco, igual ao que via nos filmes pornos, e ele gemendo baixinho, com as mãos ia punhetando aquele caralho gostoso que ja duro deveria ter uns 19 cms e eu tentava colocar tudo na boca mas como me faltava experiencia ficava dificil. Beijei o saco, coloquei as bolas uma de cada na boca enquanto punhetava ele, o Luiz gemia e estava quase gosando, via sua expressão de prazer no seu rosto, acelerei a punheta e com a lingua na cabeça fazendo movimentos circulares por toda ela, senti o seu pau meio que encher as veias e posicionei minha boca pra receber aquele liquido que ate então nunca tinha provado e esperei ele se derramar todinho nela, me enchendo de leite grosso e abundante, e com um sabor acredoce mais que era delicioso, não engoli, levantei e fui ate o banheiro pra cuspir e lavar a boca e quando voltei ele ja tinha suspendido a calça, meio sem graça dizendo que já tinha que ir. Peguei o combinado e dei a ele. Luiz me pediu segredo, e eu tambem disse-lhe que não falaria nada pra ninguem porque tambem era casado e não queria ter problemas futuros. Ele então foi embora e eu fui tocar uma punheta e relembrar aquele gosto de pica e leite na boca que tanto gostei, e que agora teria um novo prazer a curtir que não so chupar buceta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s